9 de abril de 2010

Características Gerais da Prosa Modernista

Mudança do foco de interesse:
  • Importância menor da ação e do enredo (a estória é meio, é pretexto);
  • Análise dos mecanismos psicológicos e sociais;
  • Análise profunda das personagens - dúvidas, conflitos interiores - em derimento das ações exteriores;
  • Abandono das limitações impostas pela lógica; interesse pelo inconsciente, pelos sonhos, pela fantasia.

Modificação da estrutura romanesca:
  • Nova técnica de apresentação das personagens: o autor não traça retratos definitivos. A personagem vive, e cabe ao leitor conhecê-la e julgá-la;
  • Revelação da consciência em operação: utilização do fluxo de consciência ("Stream of consciousness");
  • Preferência pelo tempo psicológico: a memória ganha importância na estruturação narrativa;
  • Subversão da ordem cronológica, multiplicação de planos temporais.

Abertura:
  • Multiplicidade de sentidos e interpretações;
  • Solicitação do leitor, que participa da obra como um co-autor.

Rompimento com os preceitos da gramática e da retórica:
  • Coloquialismo da linguagem;
  • Anulação dos limites entre linguagem literária e não literária;
  • Texto literário estruturado como montagem das várias linguagens sociais;
  • Desrespeito à norma gramatical.

4 comentários: